(61) 99974-4758

Publicações

Ao som das ondas literárias

Pés_ona

Atraída pelo som das ondas
Estou diante do mar
Dá-me sombras, imensidão azul,
Eu só quero poetar.
 
Não carrego a vida frenética
Nem regras de português
Carrego na alma poética
A inspiração de Angra dos Reis.
 
Sombras nas ondas, literárias são,
Na areia escrevo alguns versos
Vem a onda trazendo inspiração
Vai a onda levando sons diversos.
 
Mergulho na água, o mar é a fonte,
Bebo das águas: que Angra-beleza!
Entro no mar azul, vasto horizonte,
As ondas trazem alegria, levam tristeza.
 
De poesia me revitalizo nas ondas que vem
Angra é inspiração nas ondas que vão…
Quero mar, quero paz, quero versos…
Preciso de calma e sombras no coração.
 
Ondas que vem
Ondas que vão
Ondas literárias
Encontro de sonhos
De sombras…
Sombreiros…
Sombrinhas…
Som…
 
Ao som das ondas literárias
Angra me diz:
– Paz e poesia, aqui você é poeta!

Compartilhe   

Escrito por

Formada em Enfermagem (Universidade Católica de Goiás) e Artes Cênicas (Faculdade de Artes Dulcina de Morais, Brasília), Especialista em Saúde Pública (UnB), Mestre em Educação (Universidade Católica de Brasília) e Doutora (Universidade de Brasília-UnB). Exerce, além da profissão de enfermeira, a educação em saúde, envolvendo a cultura e outros saberes, sendo facilitadora de oficinas/palestras nas áreas de criatividade, teatro, dinâmicas, atividades lúdicas, arteterapia e outros temas.

Comments 0

Deixe um comentário