(61) 99974-4758

Publicações

10º EMITA ABORDA IMPORTÂNCIA DA CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA PARA PROFISSIONAIS

Em sua 10ª edição, o Encontro Mineiro de Técnicos e Auxiliares de Enfermagem (Emita) teve como tema “Enfermagem, ciência e tecnologia: Desafios para a valorização profissional”, e os eixos temáticos: Saúde, Cidadania e Acessibilidade. O evento foi promovido no dia 19 de outubro, no Auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), e contou com a presença de mais de 80 pessoas. No dia anterior, foi realizado o pré-evento, no auditório do Coren-MG.  Nele, dezenas de profissionais puderam fazer oficinas com tema relevantes para a enfermagem. (Clique aqui para ver as fotos do evento).

 

A solenidade de abertura foi marcada pelas boas-vindas da presidente do Coren-MG, enfermeira Carla Prado Silva. Ela destacou a importância do tema na atualidade e sua reverberação na formação profissional, bem como o seu protagonismo. A mesa de abertura também foi composta pela segunda-tesoureira do Coren-MG, Vanda Lúcia Martins, pelo membro da Câmara Técnica de Atenção Básica do Cofen, enfermeiro Ricardo Costa Siqueira, pelo representante da Comissão Nacional dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem (Conatenf/Cofen), Emerson Cordeiro Pacheco, e pelo presidente da Associação Nacional de Auxiliares e Técnicos de Enfermagem (Anaten), José Antônio da Costa.

 

A palestra “Desafios da gestão”, proferida pela presidente do Coren-MG, apontou como metas aproximar o Conselho do inscrito, prestar um atendimento qualificado e humanizado, absorver e sistematizar as solicitações dos inscritos, além de buscar o dimensionamento adequado dos profissionais de enfermagem nas instituições. Carla Silva destacou, ainda, que é muito recorrente os profissionais perguntarem o que o Coren-MG faz pelo inscrito. Nesse sentido, há a realização de eventos gratuitos, como o próprio Emita, que nem sempre contam com grande adesão, mas são essenciais para a valorização dos profissionais. “Sem estudo, sem conhecimento, não sairemos do lugar”, enfatizou.

 

A palestra magna “Enfermagem, ciência e tecnologia: Desafios para a valorização profissional” foi proferida pela colaboradora do Cofen Enfermeira Rita de Cássia Chamma. Ela definiu como tecnologia o conhecimento que tem uma aplicabilidade prática para facilitar a vida das pessoas e ressaltou a importância desse conceito para a enfermagem. “O poder verdadeiro está no conhecimento, é aquilo que ninguém tira de você. É preciso mudar comportamentos conservadores para progredir e o uso das tecnologias dá esse empoderamento.”

 

Rita Chamma destacou, ainda, que é nas pequenas ações que estão o grande brilho da enfermagem. Como exemplo disso, a técnica de enfermagem do Hospital Santa Rosália, de Teófilo Otoni, Suely Dantas Santos, fez um relato sobre seu trabalho. “Fui dar banho em um paciente de 80 anos, depois a esposa dele chegou e ele disse: ‘dê valor a essas meninas porque elas me deram um banho que ninguém nunca me deu nem meus filhos nunca me deram’. E isso é um orgulho para a gente”, contou, emocionada.

A técnica de enfermagem do Hospital Santa Rosália, de Teófilo Otoni, Suely Dantas Santos, fez um relato sobre seu trabalho

A coordenadora da Câmara Técnica de Legislação e Normas do Cofen, enfermeira Cleide Mazuela Canavezzi, na sequência, abordou o tema das “Anotações de Enfermagem”. Salienta que “o prontuário do paciente representa um mecanismo de troca de informações entre os membros da equipe e, quando bem utilizado, possibilita o cuidado contínuo, a avaliação e a qualificação da assistência”. Além disso, ela contou que “a competência de um profissional depende de sua habilidade em transmitir mensagens com significado, na hora adequada e de modo correto, conforme as necessidades do paciente, e da habilidade de compreender suas comunicações.”


Conhecida como a poetisa do cuidar, a enfermeira e cordelista Onã Silva (à esquerda), que possui mais de 20 livros publicados, recitou textos de suas obras e também doou um livro para a Biblioteca do Coren-MG, que foi entregue à primeira-tesoureira, AE Vânia Ferreira

 

Programação diversificada – O período da tarde foi marcado por três palestras. A primeira delas foi conduzida pelo integrante da Comissão Nacional de Técnicos e Auxiliares de Enfermagem do Conselho Federal de Enfermagem (Conatenf/Cofen), Paulo Murilo de Paiva. O profissional abordou “Os avanços políticos e tecnológicos para os auxiliares e técnicos de enfermagem”. Uma das conquistas destacadas por Paulo Paiva foi a obtenção de espaço no Cofen com a criação do Conatenf, que ainda possibilitou aos regionais, como é o caso do Coren-MG, contar com duas profissionais do nível médio na diretoria. No entanto, Paulo Paiva disse que é necessário a categoria se organizar politicamente para conseguir outras conquistas, como as 30 horas. “Ninguém vai fazer nada se não tiver política, ninguém resolve nada sem lei e as leis são feitas pelos parlamentares. Nós precisamos eleger nosso povo, nossos pares.”

 

A palestra seguinte abordou “Segurança do paciente/saúde do profissional de enfermagem”. O tema foi exposto pela enfermeira mestre em Saúde Coletiva, coordenadora da Câmara Técnica Assistencial do Coren-ES e membro da Câmara Técnica de Legislação e Normas do Cofen, Rachel Cristine Diniz. Ela ressaltou a necessidade de se seguir os protocolos da Política Nacional de Atenção Hospitalar no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), instituída pela Portaria 3.390/2013. Segundo o documento, é necessário identificar corretamente o paciente, melhorar a comunicação entre os profissionais de saúde e a segurança na prescrição, no uso e na administração de medicamentos, assegurar cirurgia em local de intervenção, procedimento e paciente corretos, higienizar as mãos para evitar infecções e reduzir o risco de quedas e úlceras por pressão.

 

Finalizando as palestras do 10º Emita “A enfermagem que queremos ser”, proferida pelo enfermeiro de Família, mestre e em Enfermagem e membro da Câmara Técnica de Atenção Básica do Cofen, Ricardo Costa de Siqueira. Ele destacou o protagonismo da enfermagem e a busca por conhecimento como diferenciais para a profissão. “A enfermagem é protagonista, porque pessoas vão lá diariamente e se dedicam a ser mais e melhores. Se você acordar amanhã sendo a mesma coisa que foi ontem, não evoluiu. A enfermagem evoluiu muito porque são pessoas inquietas. Os acomodados vão ficando para trás no mercado de trabalho e os outros vão passando por cima. Em tempos de grandes desafios o profissional da enfermagem precisa ser diferenciado”, alertou.

 

Coren MG valoriza boas práticas da Enfermagem no 10º Emita

 

Pela importante atuação da enfermagem no resgate das vítimas da tragédia da creche “Gente Inocente”, em Janaúba, o Coren-MG homenageou as equipes de enfermagem dos hospitais Regional de Janaúba, da Fundação de Assistência Social de Janaúba (Fundajan) e do João XXIII, de Belo Horizonte. Representantes das três instituições estiveram presentes para receber uma placa de homenagem.

 

Um dos relatos da experiência vivida na época foi feito pela técnica de enfermagem Claudionice Ferreira Rodrigues, que trabalha no CTI pediátrico do Hospital João XXIII. Ela cuidou do menino Gabriel um plantão antes do seu falecimento. Um momento que a chocou muito foi quando o pai dele chegou no quarto, colocou a mão nele e falou: “meu filho, eu estou aqui, meu coração está partido, nós estamos sofrendo, eu, sua mãe e todos os que estão aqui perto de você. Nossa família está ciente de que nós vamos te perder. Eu não vou te segurar mais.” O Gabriel abriu os olhos, olhou para o pai, respirou fundo. “Não tem coisa pior. Ver o sofrimento de uma mãe e aquela criança lutando para sobreviver. A gente sentia a dor quando abria o curativo e olhava aquele corpinho destruído.”

 

Emocionada, Claudionice Rodrigues disse que os profissionais devem valorizar cada dia, cada segundo os pacientes que cuidam. “Tenho 30 anos de enfermagem, já trabalhei em emergência, no Samu, já deparei com pessoas estraçalhadas na rua, mas aquela cena eu nunca imaginei ver”, confessou. Ela ainda pediu para os profissionais valorizarem a vida. “Cuidem daqueles que precisam de nós, assim como nós hoje cuidamos daquele CTI. Abrace cada um que vocês puderem. Cada família, que precisa de nós tanto quanto as crianças. Aquela cena eu nunca vou esquecer”, finalizou.  

 

Material do evento – Clique abaixo para fazer o download das apresentações exibidas durante o evento.

 

Desafios da gestão – Dra. Carla Prado Silva – Presidente do Coren-MG

Palestra magna – Enfermagem, ciência e tecnologia: desafios  para valorização profissional – Dra. Rita de Cássia Chamma

Anotações de enfermagem – Dra. Cleide Mazuela Canavezzi

Os avanços políticos e tecnológicos para auxiliares e técnicos de enfermagem – Paulo Murilo de Paiva 

Segurança do paciente/saúde do profissional de enfermagem – Dra. Rachel Cristine Diniz

A enfermagem que queremos ser – Dr. Ricardo Costa Siqueira

https://www.corenmg.gov.br/web/guest/mais-noticias1/-/asset_publisher/r0yCjGChgdLf/content/10-emita-aborda-importancia-da-ciencia-e-da-tecnologia-para-profissionais?_com_liferay_asset_publisher_web_portlet_AssetPublisherPortlet_INSTANCE_r0yCjGChgdLf_redirect=https%3A%2F%2Fwww.corenmg.gov.br%2Fweb%2Fguest%2Fmais-noticias1%3Fp_p_id%3Dcom_liferay_asset_publisher_web_portlet_AssetPublisherPortlet_INSTANCE_r0yCjGChgdLf%26p_p_lifecycle%3D0%26p_p_state%3Dnormal%26p_p_mode%3Dview%26_com_liferay_asset_publisher_web_portlet_AssetPublisherPortlet_INSTANCE_r0yCjGChgdLf_cur%3D2%26_com_liferay_asset_publisher_web_portlet_AssetPublisherPortlet_INSTANCE_r0yCjGChgdLf_delta%3D20%26p_r_p_resetCur%3Dfalse%26_com_liferay_asset_publisher_web_portlet_AssetPublisherPortlet_INSTANCE_r0yCjGChgdLf_assetEntryId%3D1318357

 

Compartilhe   

Escrito por

Formada em Enfermagem (Universidade Católica de Goiás) e Artes Cênicas (Faculdade de Artes Dulcina de Morais, Brasília), Especialista em Saúde Pública (UnB), Mestre em Educação (Universidade Católica de Brasília) e Doutora (Universidade de Brasília-UnB). Exerce, além da profissão de enfermeira, a educação em saúde, envolvendo a cultura e outros saberes, sendo facilitadora de oficinas/palestras nas áreas de criatividade, teatro, dinâmicas, atividades lúdicas, arteterapia e outros temas.

Comments 0

Deixe um comentário